Bolsonaro diz que vĂ­deo de hienas foi erro e pede desculpas ao STF

Publicado em 29/10/2019 às 10:56h

Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ao Estadão na manhã desta terça-feira (29), que o vídeo publicado em sua conta no twitter em que se compara a um leão sendo atacado por hienas foi um "erro" e pediu desculpas ao Supremo Tribunal Federal (STF). 

"Me desculpo publicamente ao STF, a quem por ventura ficou ofendido. Foi uma injustiça, sim, corrigimos e vamos publicar uma matéria que leva para esse lado das desculpas. Erramos e haverá retratação", disse o presidente durante viagem à Arábia Saudita.

No vídeo, divulgado ontem (28), os animais que ameaçam o leão levam o símbolo STF, ONU, e de partidos como PSL, PT, PCdoB, além da imprensa. No filme o rei da selva se alia a outro leão chamado “conservador patriota”. Juntos eles partem pro ataque e vencem seus inimigos. A trilha sonora é uma gravação do presidente repetindo o seu lema de campanha: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”.

"O vídeo não é meu, esse vídeo apareceu, foi dada uma olhada e ninguém percebeu com atenção que tinham alguns símbolos que apareciam por frações de segundos. Depois, percebemos que estávamos sendo injustos, retiramos e falei que o foco (nas redes sociais) são as nossas viagens", explicou o presidente.

Quando questionado se a postagem foi feita pelo vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC-RJ), o presidente evitou responsabilizá-lo.  "Não se pode culpar o Carlos. A responsabilidade final é minha". 

Matérias relacionadas:

Publicação de Bolsonaro gera mal-estar no Supremo e infla ânimos no PSL
“O atrevimento presidencial parece não encontrar limites”, diz Celso de Mello sobre Bolsonaro
“Deus limitou só a inteligência. A burrice é ilimitada”, diz Joice Hasselmann após vídeo de Bolsonaro 

Fonte: BNews


PUBLICIDADE