Em namoro com Leo Prates, PDT pode ganhar secretaria na prefeitura de Salvador

Publicado em 09/10/2019 às 16:07h

Alex Santana e Léo Prates

As tratativas para a filiação do deputado estadual licenciado e secretário municipal de Saúde, Leo Prates (DEM), ao PDT podem levar a sigla a ganhar uma pasta na prefeitura de Salvador. Hoje, o cenário das articulações nos bastidores aponta para Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre), que ficaria sob os cuidados do deputado federal Alex Santana - conforme confidenciou ao BNews uma fonte que acompanha as conversas.

Caciques pedetistas admitem o namoro com Prates, considerando a possibilidade de tê-lo como candidato a prefeito de Salvador, mas está em curso uma negociação para que ele leve o partido a integrar a base do prefeito ACM Neto (DEM) e ocupar o posto de vice numa eventual chapa com Bruno Reis (DEM) em 2020.

A composição em Salvador ecoa em Itabuna. Lá o PDT já firmou estaca pela pré-candidatura de Dr. Mangabeira, que é o primeiro suplente de Alex Santana. Alguns pedetistas acreditam que, subindo para Brasília, ele conseguiria criar musculatura para o pleito de sucessão do prefeito Fernando Gomes (sem partido).

Dentro do partido há quem considere possível avançar na relação com ACM Neto e ainda assim permanecer na base de sustentação ao governador Rui Costa (PT). 

A linha de raciocínio para defender essa façanha é que outros partidos do grupo, como PP e PL, se dividem entre posições favoráveis a Rui, na administração estadual, e ao presidente Jair Bolsonaro (PSL), no plano federal. Sendo assim, o mesmo poderia acontecer com o PDT, caso haja entendimento com Neto, avaliam alguns interlocutores da legenda.

Apesar do tom cauteloso, alguns pedetistas assumem que essa aproximação abre margem para um debate antecipado sobre as eleições de 2022, que pode ter ACM Neto como o principal nome da oposição para disputar a sucessão do governador Rui Costa. Fonte: BNews


PUBLICIDADE