'Esquece o PSL', diz Bolsonaro a apoiador

Publicado em 08/10/2019 às 12:35h

O presidente Jair Bolsonaro, cumprimenta populares e fala à imprensa no Palácio da Alvorada. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil / Agência O Globo

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro pediu nesta terça-feira para um apoiador esquecer o PSL, partido ao qual é filiado. Bolsonaro ainda disse que o presidente da legenda, Luciano Bivar (PE), está "queimado para caramba". O diálogo ocorreu na saída do Palácio da Alvorada, com um homem que se apresentou como pré-candidato pelo PSL no Recife.

Bolsonaro, então, comentou no ouvido dele:

— Esquece o PSL. Tá ok? Esquece.

Turbulências: PSL convive com intrigas internas na Câmara, no Senado e em assembleias legislativas pelo país

Apesar do comentário, o apoiador insiste e grava um vídeo ao lado de Bolsonaro, citando Luciano Bivar:

— Eu, Bolsonaro e Bivar, juntos por um novo Recife.

Laranjas: "Eu pediria para sair", diz líder do PSL no Senado sobre Marcelo Álvaro Antônio

A fala de Bolsonaro foi captada em um vídeo do canal do Youtube "Cafezinho com Pimenta", que tem transmitido diariamente a interação de Bolsonaro com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada. A equipe de Bolsonaro também costuma gravar a fala, mas nem sempre divulga o vídeo.

O presidente, então, pede para o vídeo não ser divulgado. Bivar é investigado pela Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco por suspeitas de caixa dois em sua campanha a deputado federal.

— Cara, não divulga isso, não. O cara está queimado pra caramba lá. Vai queimar o meu filme. Esquece esse cara, esquece o partido.

Depois, o jovem grava outro vídeo, agora sem citar Bivar:

— Viva o Recife, eu e Bolsonaro.

Joice Hasselmann: "Se PSL não me quiser, outros partidos não perderão a chance"

Bolsonaro tem cogitado deixar o PSL. De acordo com o o colunista Lauro Jardim, o presidente disse recentemente que terá uma última conversa com Bivar antes de decidir se irá realmente sair da legenda.

Na segunda-feira, contudo, o porta-voz da Presidência, Otávio Rêgo Barros, afirmou que Bolsonaro não pretende mudar de partido:

— Não há da parte do presidente, agora, nenhuma formulação com relação a uma suposta transição do partido.

O partido é alvo de uma investigação da Polícia Federal sobre candidaturas laranjas em Minas Gerais. O Ministério Público Eleitoral apresentou na última sexta-feira à Justiça denúncia contra o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), e mais 10 pessoas, por crimes relacionados à apresentação de candidaturas de fachada do PSL nas eleições de 2018.

Fundo da discórdia

No início do mês,  O GLOBO mostrou que o PSL vem enfrentando uma disputa interna pelo controle do seu fundo partidário de R$ 103 milhões. Aliados de Bolsonaro travam uma briga para que o presidente nacional do PSL, Luciano Bivar , altere o estatuto da legenda e dilua com integrantes da executiva seu poder sobre o controle dos recursos. A mudança enfrenta resistência de Bivar, que começou a sofrer um processo de fritura por deputados que cobram sua saída do cargo.

Interlocutores de Bolsonaro pediram a intervenção do presidente para substituir Bivar por um nome de “perfil técnico”, “conciliador” e que tenha um maior controle da legenda na Câmara. Os deputados do PSL são considerados rebeldes e desalinhados ao governo. A ideia é encontrar um nome de equilíbrio dentro da própria bancada na Câmara para pacificar a base. Bolsonaro

Fonte: O Globo


PUBLICIDADE