Lula, irmão e executivos da Odebrecht são denunciados pelo MPF por corrupção

Publicado em 10/09/2019 às 09:24h

Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, seu irmão José Ferreira da Silva, conhecido como Frei Chico, e o ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar e os empresários Marcelo e Emílio Odebrecht foram denunciados pelo Ministério Público Federal por corrupção passiva nesta segunda-feira (9).

De acordo com o portal G1, na denúncia, o MPF argumenta que "entre 2003 e 2015, Frei Chico, sindicalista com carreira no setor do petróleo, recebeu R$ 1.131.333,12, por meio de pagamento de "mesada" que variou de R$ 3 mil a R$ 5 mil e que era parte de um "pacote" de vantagens indevidas oferecidas a Lula, em troca de benefícios diversos obtidos pela Odebrecht junto ao governo federal".

Lula teria sugerido que a Odebrecht contratasse Frei Chico para intermdiar um diálogo entre a construtora e trabalhadores. No fim do contrato, em 2002, o irmão do ex-presidente teria começado a receber uma "mesada" para manter uma relação favorável aos interesses da empresa.

Ainda segundo a reportagem, em abril de 2018, o ex-diretor da Odebrecht Alexandrino Alencar já havia dito, em delação premiada, que Frei Chico recebeu mesadas da Odebrecht durante 13 anos.

À época, Lula afirmou: "Eu nunca dei R$ 1 pro meu irmão Frei Chico porque ele nunca precisou, nunca pediu pra mim. Olha, se a Odebrecht resolveu dar R$ 5 mil pro meu irmão, é problema da Odebrecht", disse. "Por que é que tem que colocar o meu nome nisso?". Fonte: BNews


PUBLICIDADE