PT desiste de recorrer à Justiça para que emissoras aceitem Haddad nos debates

Publicado em 08/08/2018 às 16:24h

Fernando Haddad / Foto: Ricardo Stuckert

A fim de evitar entraves que dificultem o pedido para o registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o PT desistiu de recorrer à Justiça para obrigar emissoras de TV e órgãos de imprensa a aceitaram Fernando Haddad (PT) como representante dele nos debates.

Coordenador da campanha de Lula e atual vice do ex-presidente, Haddad ocupa posição provisória na chapa. Se a Justiça Eleitoral aceitar o registro de Lula, ele cederá o lugar à deputada federal Manuela d"Ávila (PCdoB). Por outro lado, se o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitar o pedido, Haddad será alçado ao posto de candidato à Presidência da República, tendo Manuela como vice.

A candidatura de Lula é incerta porque o ex-presidente foi condenado em segunda instância pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Há quatro meses, ele cumpre pena na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba. Fonde: Bahia Notícias


PUBLICIDADE