Globo enfrenta dois problemas após queda de William Waack por frase racista

Publicado em 13/11/2017 às 12:39h

O apresentador William Waack no Jornal da Globo (Foto: Globo/Zé Paulo Cardeal)

Após a queda de William Waack por acusação de racismo depois de vídeo vazado na última quarta-feira (08), a Globo enfrenta dois problemas: um em frente às câmeras, outro nos bastidores.

Com o afastamento imediato de Waack do Jornal da Globo, a emissora colocou sua substituta oficial, Renata Lo Prete – titular do Jornal das Dez, da Globo News -, como apresentadora temporária. Agora, no entanto, terá a difícil missão de escolher um novo âncora para seu noticiário de fim de noite, que é mais analítico.

Formado em ciência política, sociologia e comunicação com mestrado em relações internacionais, Waack é um profissional experiente, com bagagem não só na área política e econômica, que geralmente domina o JG, mas também em assuntos como aviação – ele é piloto. É um jornalista analítico, que deu seu tom ao telejornal que comandou durante 15 anos.

CLIQUE AQUI E RECEBA ATUALIZAÇÕES DO TV FOCO

+ Globo fará mudanças em Tempo de Amar após grupo de discussão

Para o substituto de Waack, não bastará apenas entender de política e economia. Terá que ter experiência e ser analítico, pois esse é formato do Jornal da Globo para dar um tom mais “inédito” às notícias que já foram mostradas em outros telejornais durante todo o dia. Diferente disso, basta à Globo mudar o formato do JG.

Outro problema enfrentado é nos bastidores, onde a questão é: o que fazer com William Waack? O jornalista está há mais de 20 anos na Globo e é um profissional dos mais qualificados. “Geladeira” ou demissão? É uma decisão que está sendo difícil para o canal da família Marinho. Fonte: TV Foco


PUBLICIDADE