Botafogo recebe a Chapecoense para se manter no G-6 do Brasileiro

Publicado em 11/10/2017 às 11:13h

Jair Ventura é o treinador do Botafogo nesta temporada

O Botafogo recebe a Chapecoense nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), em choque válido pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca, que viu na jornada passada a chance de conquistar o quinto triunfo consecutivo acabar com a derrota de 3 a 2, de virada, para o Vitória, aparece com 40 pontos e defende a permanência no G-6, a zona de classificação para a Copa Libertadores. Já os catarinenses, que na última rodada arrancaram empate por 1 a 1 com o Vasco no Rio de Janeiro, somam 32 pontos e querem se afastar da zona de rebaixamento.

Jair Ventura, comandante do Botafogo, procurou trabalhar nos últimos dias o poder de concentração da equipe, que vem sofrendo com gols nos minutos finais. Foi assim com o próprio Vitória na rodada passada, e nas derrotas por 4 a 3 para o São Paulo, 2 a 1 para Palmeiras e Ponte Preta e 1 a 0 para o Santos.

“Hoje o futebol está muito intenso e por isso mesmo não podemos pensar na possibilidade de perdermos pontos que estão quase conquistados na reta final dos jogos. Os que desperdiçamos estão fazendo falta e poderíamos estar em uma condição muito melhor na tabela de classificação. Vamos aproveitar esse período sem jogos para trabalharmos isso também e voltarmos fortes para a sequência que está por vir”, disse o zagueiro Igor Rabello.

Outro ponto a ser superado é o mau desempenho em casa contra os times que lutam contra o rebaixamento. No primeiro turno, o Avaí estava entre os últimos colocados quando, jogando fora de casa, fez 2 a 0 no Glorioso. Poucos jogos depois, mesmo vencendo o São Paulo por 3 a 1 até os 30 minutos do segundo tempo, o Alvinegro permitiu a virada e caiu por 4 a 3. Na rodada passada, novo revés em casa, dessa vez diante do Vitória.

“Os tropeços anteriores em casa logicamente que servem para ligar o sinal de alerta. A gente não podia, por exemplo, ter perdido aqueles jogos contra o Avaí e contra o Vitória, sendo este no último minuto. Ainda levamos aquela virada do São Paulo que até agora não aceitamos. O importante é que isso sirva de lição para que o nosso trabalho seja desenvolvido de uma melhor maneira contra a Chapecoense, que também tem um time muito perigoso. Essa partida, justamente por conta de todos esses pontos perdidos, passou a ter uma importância maior para todos nós”, ressaltou o volante Rodrigo Lindoso.

Em termos de escalação o Botafogo vive um drama no gol. O goleiro Gatito Fernández, que está defendendo à seleção paraguaia nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia, não vai voltar a tempo do jogo e o reserva imediato, Jéfferson, sofre com uma crise de amigdalite. Se não puder atuar, o terceiro reserva Helton Leite estará em ação. Para este compromisso o zagueiro Joel Carli, que deixou o duelo com o Vitória com um corte na perna direita, é reforço, pois se recuperou. O lateral-direito Arnaldo retorna de suspensão e ocupará a vaga de Luis Ricardo. No ataque, Brenner, que fez os dois gols diante do Vitória, será mantido no posto de Roger, que não joga mais este ano por conta da retirada de um tumor no rim.

Pelo lado da Chapecoense, Emerson Cris, técnico ainda com status de interino, quer ver sua equipe jogando com inteligência, mas prometeu uma postura ofensiva. “A Chapecoense não pode ficar recuada chamando o Botafogo para ganhar o jogo, pois em casa o nosso adversário gosta de ditar o ritmo. Temos que atacar, com a inteligência de quem precisa fazer o resultado”, disse Emerson Cris.

Para este jogo a Chapecoense não deve contar com o atacante Arthur, que não trabalhou durnte a semana por conta de dores na coxa direita. Assim, Túlio de Melo será o comandante de ataque. Em compensação, o lateral-esquerdo Reinaldo, que chegou a ser dúvida por conta de uma forte gripe, confirmou escalação.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro as duas equipes se enfrentaram na Arena Condá, em Chapecó (SC), e naquela ocasião o Botafogo conseguiu se impor mesmo fora de casa, ganhando por 2 a 0. Roger e Rodrigo Pimpão anotaram os gols do jogo.

FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO X CHAPECOENSE

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de outubro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 19h30(de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: José Eduardo Calza (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)

BOTAFOGO: Jéfferson (Helton Leite), Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Brenner. Técnico: Jair Ventura

CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Moises Ribeiro, Lucas Mineiro e Héctor Canteros; Alan Ruschel, Túlio de Melo e Wellington Paulista. Técnico: Emerson Cris

Fonte: ESPN


PUBLICIDADE