Deborah Secco fala sobre ciúme e diz que já se envolveu com homens comprometidos: "Me arrependo"

Publicado em 11/09/2017 às 11:45h

Deborah Secco fala sobre relacionamentos (Foto: Reprodução)

Desde que conheceu Hugo MouraDeborah Secco tem aproveitado a nova fase em família, com Maria Flor. Mas a atriz conta que isso nem sempre foi prioridade na sua vida. “Eu não era uma pessoa correta com as atitudes de uma família. Hoje tenho uma porque decidi viver com esse propósito”, disse ela durante um bate-papo no canal de Julia Faria.

+ Deborah Secco toca ukulelê e canta: "Será que estou pegando o jeito?"
+ Deborah Secco alfabetiza a filha, Maria Flor
+ Deborah Secco se declara para Maria Flor: "Você sorri com os olhos"

A atriz contou que já traiu algumas vezes e costumava se envolver com homens comprometidos, mas mudou seu jeito de ver as relações. “Confesso que homens com mulheres, já me envolvi muito e me arrependo muito. Homens casados, com namoradas, mas nunca conhecia as mulheres. Eu conhecia os caras, eles sempre vinham com aquela conversa que homens sempre vem, que vão separar, que não estão felizes. Eu acreditava. Como nunca tinha tido uma família ou um relacionamento sério, acho que não sabia o peso que era interferir na vida de uma família. Me arrependo muito”.

Deborah ainda lembrou que, na adolescência, era apaixonada pelo namorado da irmã, Bárbara. “Ele morava em um prédio em frente ao meu. Passava o dia inteiro no muro olhando ele na varanda. Ele se apaixonou pela minha irmã e ele foi o primeiro grande namorado da minha irmã. E aí, eu ficava dentro de casa aterrorizando ele, seduzindo ele, mesmo ele namorando a minha irmã. Muito feio da minha parte, eu concordo. Eu levei uma surra da minha mãe, única vez que ela me bateu na vida”.

A atriz, que deu à luz em dezembro de 2015, ainda relembrou suas crises de ciúme durante a gravidez. “Ficava a madrugada inteira vendo o celular do Hugo e "printando" o que achava estranho para ele me explicar no dia seguinte. Não sei como ele sobreviveu. Fiquei louca, louca. Ainda bem que ele não foi embora. Depois que a Maria nasceu, tudo ganhou um peso maior. O que une a gente é muito maior. Hoje, se alguma coisa der errado e ele não quiser mais, nosso casamento acabar, a gente também não vai poder se desvincular mais pois temos uma filha. Melhor não arrumar problema!”.

Assista!

 
Fonte: Revista Glamour


PUBLICIDADE