Análise: o Corinthians do primeiro turno acabou, mas o título continua perto

Publicado em 11/09/2017 às 10:11h

Esqueça o Corinthians do primeiro turno do Brasileirão. A fase maravilhosa que o levou a conquistar incríveis 47 pontos de 57 possíveis acabou. Há motivo para preocupação? Sim! Para desespero? Não!

Graças ao que construiu na metade inicial do torneio, o Timão continua com enorme chance de ser campeão nacional pela sétima vez. Será uma tragédia se não for, mesmo que o aproveitamento e, principalmente, o desempenho dentro de campo hoje sejam comuns.

O Corinthians que perdeu por 2 a 0 para o Santos sentiu na pele o que é ser um time normal. E que fique claro: não há nada de mal nisso para quem possui um elenco de bom nível, mas sem nenhum craque.

Voltando ao jogo... Se antes uma oportunidade era o suficiente para fazer um gol e vencer sustentado na força da defesa, agora não é mais assim. Foram 13 finalizações na Vila Belmiro (uma a menos do que os donos da casa), sete chances reais e... Nenhum gol!

Isso também aconteceu nas surpreendentes derrotas em casa para Vitória (16 finalizações) e Atlético-GO (32), ambas por 1 a 0.

A falta de precisão não afeta apenas as finalizações. O Corinthians errou em demasia na Vila Belmiro, sobretudo nos passes (34 ao todo). Jadson, o principal articulador de jogadas no meio de campo, falhou em dez de suas 47 tentativas. Rodriguinho, outro com a mesma função, fracassou em cinco de 29. Não parece muito, mas faz grande diferença para quem, antes, era tão preciso.

Posse de bola: Santos 45% x 55% Corinthians}
Finalizações: Santos 14 x 13 Corinthians
Bolas alçadas na área: Santos 19 x 21 Corinthians
Escanteios: Santos 5 x 6 Corinthians
Passes certos: Santos 267 x 290 Corinthians
Passes errados: Santos 30 x 34 Corinthians
Impedimentos: Santos 3 x 3 Corinthians
Faltas: Santos 9 x 17 Corinthians

Com os dois em baixa, além de Romero pouco produtivo, quem ficou sobrecarregado foi Jô. O Timão só conseguiu dar velocidade a seu jogo na etapa final, fazendo com que o centroavante aparecesse mesmo bem marcado. Desta vez, a bola não entrou.

Vacilos da melhor defesa

Se o ataque não rendeu, a defesa oscilou e voltou a cometer falhas de posicionamento em cruzamentos para a área. A equipe também mostrou dificuldades quando o Santos acelerou a troca de passes com Bruno Henrique, Lucas Lima e Ricardo Oliveira. Cássio evitou o pior no primeiro tempo com três grandes defesas.

 
Cássio fez milagre no primeiro tempo, ao parar Ricardo Oliveira duas vezes (Foto: Marcos Ribolli)

Um erro de posicionamento de Maycon ao não acompanhar Lucas Lima permitiu que o Santos abrisse o placar no segundo tempo. A desvantagem fez o time se abrir para tentar o empate e até melhorar de rendimento. O resultado foi o segundo gol, de Ricardo Oliveira, nos minutos finais.

O momento não é bom, mas o Corinthians ainda conta com os rivais para seguir na primeira posição. A equipe tem apenas três pontos em 12 possíveis no segundo turno. O Grêmio, seu principal perseguidor, somou apenas quatro no mesmo período.

NINGUÉM DESLANCHA NO RETURNO DO BRASILEIRÃO-2017

TIME POSIÇÃO NA TABELA PONTOS NO 2º TURNO
CORINTHIANS 3
GRÊMIO 4
SANTOS 6
PALMEIRAS 5

O Timão do primeiro turno não voltará, mas a vantagem de sete pontos é a garantia de que o título continua (muito) perto.


PUBLICIDADE