Após retomar vice-liderança, Renato aposta em queda do Corinthians

Publicado em 14/07/2017 às 10:56h

Renato Gaúcho: "O Corinthians vai despencar. Anote o que eu estou falando"

Após três derrotas seguidas no Campeonato Brasileiro, o Grêmio voltou a vencer no torneio. A vitória contra o Flamengo, por 1 a 0, fora de casa, teve gostinho ainda mais doce por se tratar de um adversário direto na tabela de classificação. Com o resultado, o Grêmio voltou à vice-liderança, agora com 25 pontos.

O técnico Renato Portaluppi destacou a união do elenco gremista como o motivo para conquistar o bom resultado fora de casa.

“O meu grupo é bastante fechado, eles têm uma amizade muito grande. Não tem nenhuma laranja podre. A amizade que eles têm fora do campo é bonito de se ver. Porque têm uns grupos que são unidos fora das quatro linhas, mas dentro de campo não. E este meu grupo é bastante unido”, ressaltou.

Apesar de ter retomado a segunda posição, o Grêmio está dez pontos atrás do líder invicto Corinthians. O treinador gremista foi ousado e afirmou que o rival alvinegro não vai seguir mantendo este ritmo até o fim da competição.

“Não quero tirar os méritos do Corinthians, que está jogando muito bem o Campeonato Brasileiro e pelo o que vem fazendo merece esta pontuação, mas é algo anormal. Nenhuma equipe dispara assim. Daqui a pouco, o Corinthians vai despencar, não tem uma equipe que comece assim e termine bem. Até porque nem acabou o primeiro turno. Anote o que eu estou falando, o Corinthians vai despencar”, opinou.

O comandante do Grêmio já havia falado em outras coletivas que o time joga o futebol mais bonito do Brasil. Contudo, na partida desta quinta-feira, a equipe recuou bastante, sem apresentar o bom desempenho de outros jogos.

Renato admitiu que o time jogou "feio". “De vez em quando, vale jogar feio sim. Uma equipe que vem enfrentar o Flamengo aqui vai tomar uma lavada. Eles são muito bem treinados e têm uma qualidade muito grande. Então, é melhor jogar um pouquinho feio, mas conseguir os três pontos”, explicou. Fonte: ESPN


PUBLICIDADE