Diego Souza faz gol mais rápido da história da seleção, e Brasil fecha 1º ano de Tite com goleada e 10 vitórias em 11 jogos

Publicado em 13/06/2017 às 10:26h

Diego Souza comemora após abrir o placar para o Brasil

No jogo que marcou um ano do técnico Tite à frente da seleção, o Brasil goleou fácil a Austrália por 4 a 0, em amistoso em Melbourne, na manhã desta terça-feira.

Com isso, o treinador, que assumiu a equipe em 20 de junho do ano passado, comemora o "aniversário" com uma ótima marca: 10 vitórias em 11 jogos - a única derrota foi para a Argentina, na semana passada, no primeiro amistoso realizado em solo australiano.

O primeiro gol da partida foi marcado pelo meia-atacante Diego Souza, do Sport, que foi titular na vaga de Gabriel Jesus, cortado do amistoso após fraturar a face em um lance contra a Argentina.

O tento de Diego saiu com apenas 12 segundos de partida, logo no primeiro lance do jogo. Com isso, o atleta fez história, anotando o gol mais rápido da história da seleção, batendo a marca que pertencia ao atacante Neymar (14 segundos, contra Honduras, na semifinal do futebol nos Jogos Olímpicos do Rio 2016). 

O segundo gol saiu da cabeça do zagueiro Thiago Silva, outro que vai reconquistando seu espaço na seleção. Em bate-rebate na área australiana, o defensor cabeceou na pequena área e viu a bola raspar no travessão e quicar dentro da meta de Langerak.

O placar foi ampliado pelo atacante Taison, que entrou muito bem na partida. Após receber de calcanhar de Paulinho, ele bateu cruzado para fechar o placar em Melbourne.

No último lance, Diego Souza cabeceou escanteio para fechar a goleada: 4 a 0.

PEDRO MARTINS/MOWA PRESS
Diego Souza Comemora Gol Brasil Australia Amistoso 13/06/2017
Diego Souza celebra após marcar

Na partida, Tite aproveitou para dar rodagem a vários atletas. Ele mudou quase todo o time que enfrentou os argentinos, dando chances a Diego Alves no gol, Rafinha e Alex Sandro nas laterais, Rodrigo Caio na zaga, David Luiz, Giuliano e Douglas Costa no meio e Diego Souza no comando de ataque.

Agora, o Brasil volta a campo em 30 de agosto, quando encara o Equador, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa- 2018, na Arena do Grêmio.

Vale lembrar, porém, que o time canarinho já está classificado para o Mundial da Rússia, e Tite usará os jogos restantes do qualificatório para fazer testes e "fechar a lista" da Copa.

Os anfitriões do amistoso, por sua vez, têm agora pela frente a Copa das Confederações. Na próxima segunda-feira, os Socceroos estrearão no torneio, encarando a Alemanha, em Sochi (Rússia), pela primeira rodada do grupo B, que ainda tem Camarões e Chile.

  • Primeiro tempo
SAEED KHAN/AFP/GETTY IMAGES
Diego Souza Gol Brasil Australia Amistoso 13/06/2017
 
Diego Souza vê a bola passar por baixo da mão de Langerak

Não deu tempo nem dos torcedores se acomodarem e o primeiro gol já saiu.

Logo após o apito inicial, a Austrália se enrolou na saída de bola e Giuliano, atento, roubou. Em seguida, ele enfiou para Diego Souza chegar batendo cruzado para marcar com apenas 12 segundos de partida - e com boa ajuda do goleiro Langerak, mal no lance.

A falta de entrosamento brasileira, porém, era visível, e quem dominou na sequência foi a Austrália. A equipe da Oceania, porém, pouco ameaçou a meta de Diego Alves.

O Brasil também não mostrou muita inspiração, e só criou uma chance clara.

Foi aos 33 minutos, quando Alex Sandro avançou pela esquerda e cruzou, Diego Souza ajeitou e Paulinho chegou batendo de primeira. No entanto, o volante do Guangzhou Evergrande, da China, pegou mal na bola e acabou isolando, sem perigo.

E, assim, o placar não se mexeu mais até o intervalo no Melbourne Cricket Park.

  • Segundo tempo
PEDRO MARTINS/MOWA PRESS
Thiago Silva Comemora Gol Brasil Australia Amistoso 13/06/2017
 
Thiago Silva comemora após marcar para o Brasil contra a Austrália

No segundo tempo, o Brasil voltou melhor que os australianos e quase fez outro gol relâmpago. Antes dos 2 minutos, Philippe Coutinho recebue pela ponta esquerda e ajeitou para Alex Sandro chutar cruzado. No entanto, a bola foi na rede pelo lado de fora.

Mais incisiva, a seleção brasileira chegou ao segundo gol em jogada aérea. Aos 17, David Luiz cabeceou escanteio no travessão. Na sobra, Coutinho conseguiu levantar na área e, mesmo no meio de uma confusão, Thiago Silva cabeceou para as redes.

Tite, então, resolveu descansar Coutinho, e deu chance a Willian, que entrou ligado na partida. Pouco após pisar em campo, ele roubou bola no ataque e rolou para Diego Souza chegar chutando de primeira, desta vez para boa defesa de Langerak.

O Brasil pressionava bastante, agora com Giuliano como meia centralizado.

Outro que entrou bem foi Taison, que substituiu Douglas Costa. Aos 28, ele arrancou pela esquerda e tentou tocar por baixo das pernas de Langerak, mas o goleiro pegou.

O gol do atacante do Shakhtar Donetsk, porém, saiu no lance seguinte: após ótimo passe de calcanhar de Paulinho, Taison bateu cruzado para fazer o 3º da seleção.

No último lance, Diegou Souza cabeceou bem cruzamento para fechar a goleada.

ROBERT CIANFLONE/GETTY IMAGES
Brasil Torcida Australia Amistoso 13/06/2017
 
Torcedores do Brasil fazem a festa no Melbourne Cricket Ground
  • Ficha técnica

FICHA TÉCNICA
BRASIL 4 x 0 AUSTRÁLIA

Local: Melbourne Cricket Groud, em Melbourne (AUS)
Data: 13 de junho de 2017, terça-feira
Horário: 7h05 (horário de Brasília)
Público: 48.447 torcedores
Árbitro: Mark Clattenburg (ING)
Assistentes: Ion Hussin e Garry Beswick (ambos ING)

GOL
BRASIL: Diego Souza, aos 12 segundos do primeiro tempo, e aos 47 minutos do segundo tempo; Thiago Silva, aos 17, e Taison, aos 29 minutos do segundo tempo

BRASIL: Diego Alves; Rafinha, Thiago Silva (Jemerson), Rodrigo Caio e Alex Sandro; David Luiz (Fernandinho), Paulinho (Renato Augusto) e Philippe Coutinho (Willian); Douglas Costa (Taison), Giuliano (Rodriguinho) e Diego Souza Técnico: Tite

AUSTRÁLIA: Langerak; Degenek (Rogic), Sainsbury (Irvine) e Wright (Dylan McGowan); Luongo (Mooy), Milligan, Leckie (Hrustic), Kruse, Troisi e Behich; Cahill (MacLaren) Técnico: Ange Postecoglou

Fonte: ESPN


PUBLICIDADE